Caipirinha


Caipirinha

A caipirinha é uma das
bebidas brasileiras mais conhecidas internacionalmente. É feita com cachaça, limão não descascado, açúcar e gelo. No Brasil, é servida na maioria dos bares e restaurantes.
Caipirinhas geralmente são preparadas para um copo de cada vez, já que seus ingredientes são em quantidades tão irregulares e não se misturam perfeitamente que é muito complicado fazer uma boa divisão.

1 Origem
2 Como fazer
3 Como servir
4 Caipirinha no mundo
5 Legislação
6 Ver também
7 Ligações externas


Origem
Pouco se conhece sobre a origem da caipirinha. Muito provavelmente, a mistura de cachaça, limão amassado, açúcar e gelo nasceu no interior de São Paulo. Era considerada um poderoso remédio contra a gripe. Em bares da cidade, a receita vem ganhando novas cores e sabores, com ingredientes cada vez mais surpreendentes. Da fórmula original, considerada um clássico da coquetelaria internacional, apenas o açúcar e o gelo permanecem intocáveis. Aos poucos, a cachaça perdeu espaço para a vodca, o rum e o saquê, ao gosto do freguês. O limão vez por outra dava lugar a frutas tradicionais, como o morango, o maracujá ou a lima-da-pérsia. Mas a imaginação dos barmen voou ainda mais alto. No moderninho Tostex podem-se provar caipirinhas de saquê com lichia, uma frutinha chinesa, ou de carambola com manjericão. Até a laranja e a jabuticaba, geralmente desprezadas, são lembradas no Barnaldo Lucrécia. Virou moda também juntar duas, três ou até quatro frutas no mesmo copo. Bom exemplo é a caipirinha de frutas vermelhas, uma combinação de amora, morango e framboesa.

Como fazer
Pode ser feita com a cachaça ou com vodka
Corta-se o limão (descascado ou nào) em rodelas ou pedaços
Colocam-se os pedaços ou rodelas de limão e duas a três colheres (sopa) de açúcar.
Esmaga-se com um socador apenas para liberar o suco do limão; socadores, ou pilões, de madeira especiais para essa tarefa são fáceis de ser encontrados.
Adiciona-se gelo (em cubo, e não granizado, pois o gelo picado derrete muito rápido e estraga a caipirinha).
Finalmente, coloca-se a cachaça.
Obs.: Lembre-se de misturar pouco o drink, assim o açucar fica concentrado no fundo, para que a pessoa que vai beber, adoçe o quanto gosta. Se ela gosta de mais doçe, deve mexer mais o drink, se ela gosta de mais forte, nao deve mexer.

Como servir
O drinque é servido em copos baixos e largos com palitos de madeira, podendo acompanhar um pequeno canudo.

Caipirinha no mundo
Gozando de grande popularidade mundo afora, inúmeras variações dessa bebida são conhecidas. Em algumas regiões, açúcar mascavo é usado em vez do refinado. Mesmo no Brasil, podem ser encontradas variantes com adoçantes artificiais para os preocupados com o açúcar, ou com uma grande variedade de frutas. Além disso, a cachaça algumas vezes é substituída por
vodca (caipiroska, marca registrada pela Smirnoff), Licor Beirão (conhecido por caipirão), ou rum (caipiríssima, marca registrada pela Bacardi). Caipirinhas de saquê ou vinho (caipivinho) também são feitas. Em Cabo Verde, a caipirinha é também preparada com grogue, uma bebida forte local.
Na região Sul do Brasil, mais especificamente na cidade de Maringá, a caipirinha recebe o nome de Chimboca, o método de preparo é um pouco diferente dos métodos convencionais, onde a mesma é preparada dentro do copo, com o limão cortado em rodelas, e com uma quantidade considerável de açúcar, dando um toque mais suave de aguardente, tornando mais suave e agradável ao paladar.



Legislação
De acordo com o Decreto nº 4.851, de 2003, o parágrafo 4 diz o seguinte: Caipirinha é a bebida típica brasileira, com graduação alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus
Celsius, obtida exclusivamente com cachaça, acrescida de limão e açúcar.


0 comentários:

subir