Cosmopolitan



Cosmopolitan

Historia


Sexta-feira, Nova York City, Like a Virgen, anos 90 e música pop. Nova York mudava seus estilos musicais, saindo as baladas das discotecas que tanto sucesso fizeram nas pistas com John Travolta e Olívia Newton John no Studio 54, Meca deste estilo musical, e entrava a música pop com sua “Diva” Madonna. O fantasma da AIDS que assombrou o inicio dos anos 80 já esta passando, e as pessoas começavam novamente a desfrutar da noite, dos romances e da diversão, de maneira segura e feliz. É neste cenário que um dos maiores sucessos da TV americana no final dos anos 90 prosperou e junto a ele um cocktail que entrou na moda definitivamente. “O Cosmopolitan”, a bebida consagrada por Sarah Jessica Parker devido a sua aparente feminilidade, mas ao mesmo tempo com força e determinação para se tornar um ícone da moderna coquetelaria, e que se tornou uma das composições preferidas das mulheres modernas, sem medo de tomar iniciativa para abordar um homem interessante de maneira sutil quando lhe é conveniente. Forte e delicada, esta mistura além de misturar beleza, charme e glamour, acabou se diferenciando dos tradicionais cocktails como Bellini, Manhattan, Dry Martini e muitos outros já bastante conhecidos e apreciados, dando um toque contemporâneo as tradicionais cartas de bebidas, sempre muito repetitivas e sem muitas novidades.Voltando ao seriado, que mulher nunca sonhou em identificar-se com uma personagem de Sex and The City? A cada episódio, Carrie Bradshaw, personagem vivida por Sarah Jessica Parker, divide seus casos e aventuras com suas três parceiras de confidências, Samantha, Charlotte e Miranda. O seriado baseado em um livro com de mesmo nome de Candace Bushnell, foi originalmente transmitido pelo canal HBO entre os anos de 1998 a 2004. A história tem como cenário de fundo a noite Nova Iorquina, e seus roteiros mostram a estreita relação destas quatro amigas, três delas em casa durante trinta anos de idade, e Samantha já nos seus quarenta e poucos anos. Mulheres modernas, independentes e sabedores do que querem e o que lhe dão prazer. Durante os episódios, é comum ver Carrie bebendo seus Cosmopolitan. De fato, esta é uma de suas bebidas favoritas, não somente como personagem em Sex and The City, mas na própria vida real. A sua composição à base de vodka citron, cointreau, suco de cranberry e limão, transforma a bebida em um mistura cosmopolita . Daí talvez, tenha surgido a idéia de batizar a bebida com este nome. Este é um dos poucos cocktails com nome e apelido, porque muitos preferem pedir apenas por "COSMO", como se tratasse de uma forma mais carinhosa de seus apreciadores quando pedem por sua bebida predileta. A vodka dá força e transmite nobreza para a bebida. O Cointreau, com seus aromas cítricos de laranja e limão trazem frescura, e para completar o suco de cranberry, a doçura e a beleza do seu tom rosado, quase lilás, que funciona como um grande atrativo, pois costumamos dizer que visual acaba sendo sempre o primeiro órgão do sentido a experimentar uma nova mistura e encantar-se com ela. Finalmente o arremate perfeito do twist de laranja queimado que nos lembra um aroma levemente caramelado. Nos últimos anos Nova York, foi literalmente invadida pelo Cosmopolitan cocktail. Pink, elegante, delicado, delicioso e sempre deixando o gostinho de quero mais. Em qualquer bar da cidade, a bebida se tornou indispensável, e os Bartenders se tornaram mestres em sua arte de preparação. Dale Groff seu criador, começou sua carreira no The Charly e, em seguida, foi para o Hotel Bel-Air New York, até que em 1987, começou a trabalhar na lendária Rainbow Room, um dos mais famosos bares de Manhattan, localizado no Rockefeller Plaza. Foi lá que ele teve a idéia de acrescentar o licor cointreau e a casca de laranja flambeada á mistura de vodka, ao suco de cranberry e ao suco de limão, criando uma nova versão de um cocktail já existente. Usando aquela máxima da natureza onde nada se cria, tudo se copia e se transforma, que neste caso, foi para muito melhor da receita já existente. Mas sua apoteose definitiva aconteceu quando Madonna apareceu bebendo um Cosmopolitan e declarou ser fã do cocktail. Depois disto sua fama se difundiu mundo afora e definitivamente juntou-se a galeria dos cocktails clássicos, e Dale foi determinante para esta mudança, tornando-se o criador benemérito da bebida. Hoje o Cosmopolitan é apreciado não só pelas mulheres que amam a sua tonalidade rosa e seus aromas frescos, mas também por homens, uma vez que a bebida manteve a força da vodka como seu principal ingrediente, filosofa Dale. Em todo o caso, nas últimas décadas, o Cosmopolitan continua a reinar absoluto como a principal criação clássica do final do último milênio e continua mantendo-se como o coquetel da moda na primeira década do século do novo. Como Madonna, o Cocktail Cosmopolitan nasceu para brilhar e ser um eterno clássico!!!!!!!



Ingredientes:


4.0 cl. Vodka Citron
1.5 cl. Cointreau
1.5 cl. Suco de limão
3.0 cl. Suco de Cranberry


Método: Batido


Copo: Taça para Cocktail Larga


Modo de Preparo:


Adicione todos os cocktails na coqueteleira com gelo. Agite bem e coloque na taça para cocktail larga. Decore com uma fatia de limão.


0 comentários:

subir