Dry Martini


DRY MARTINI


DRY MARTINI, O REI DOS COCKTAILS...E COCKTAILS PARA REIS

Discreto é talvez a melhor descrição deste que é considerado como o "Rei dos Cocktails ou Cocktail para Reis".O DRY MARTINI, é magia, é imaginação e também perfeição. Gin e Vermouth Seco, o que haveria de especial em tanta simplicidade?Vamos começar então pela história. E olha que são muitas as versões. Eu contarei a minha favorita...Era início do século XX e Nova York prosperava alegre, bonita e fervilhando de bares, cafés, hotéis e restaurantes.Mas, havia um lugar em especial que o maior Magnata da época elegeu para seu Happy Hour... depois de mais um longo e duro dia de trabalho. Estamos falando do milionário John Delano Rockfeller Junior, o homem mais rico e poderoso dos Estados Unidos e com um tino comercial que se fazia admirar até mesmo por seus maiores inimigos e concorrentes da indústria petrolífera, movida pelo recém criado automóvel em série...criado por "Ford".Do outro lado, havia um Barman de frágil aparência, alegre, simpático, e acima de tudo determinado em sua arte e em seu trabalho. Descendente de Mexicanos, seus pais eram imigrantes fugidos da miséria do país. "Martinez...O Grande", como era conhecido pelos seus amigos, apesar de toda a sua fragilidade física e baixa estatura, era considerado muito inteligente, rápido e perspicaz. O encontro seria inevitável, Rockfeller acostumado ir com frequência ao bar do Hotel Knickbocker, sempre nos finais de tarde... aonde tranquilamente terminava a leitura de seu "Wall Street Journal"... e aproveitava para tomar uma bebida, e Martinez recém contratado para ser o novo Barman do hotel, e que ouvira o Maitre D'Hotel dizer, que algumas tardes frequentava o bar do hotel a pessoa mais rica e poderosa dos Estados Unidos. Martinez estava ansioso para poder conhecê-lo e atendê-lo.Certo dia num final de tarde,estava Martinez preparando-se para mais uma noite de trabalho, quando entrou em seu bar um senhor sisudo, meia idade e com certa expressão de preocupação e com cara de poucos amigos. Jornal debaixo do braço... chegou e foi sentando-se em uma das mesas, abriu seu jornal e lentamente começou a ler. O simpático Martinez, avidamente foi ao seu encontro, como todo Barman deve fazê-lo. Aproximou-se e ofereceu-lhe uma bebida para tentar quebrar o gelo, sem ter muito o que dizer entre cliente e Barman no primeiro contato.Rockfeller então, com sua penetrante expressão, baixou o jornal e medindo Martinez de cima para baixo e de um lado para o outro...E hesitante por um certo momento, mas, logo em seguida como se quisesse lançar um simpático desafio para aquela figura que se encontrava a sua frente,e também por haver interrompido-o, quem sabe justamente no momento que descobrira alguma formúla para ganhar mais alguns milhares de dólares, disse-lhe... - "Sim, gostaria de beber algo jamais experimentado por qualquer outra pessoa."Martinez gelou por alguns instantes, mas, rapidamente recobrando toda a sua altivez e novamente colocando seu ágil cérebro a pensar, e encheu-se de brio, e como que por telepatia, e sentindo que estava sendo desafiado, buscou dentro de si forças e pensou...- Eu sou "Martinez, O Grande". Minha Bisavó foi criada do Libertador das Américas, Simon Bolívar. Meu Avô lutou ao lado do Exercito revolucionário de Zapata, o Heróico guerrilheiro mexicano... e... eu não posso ser desafiado por este "Gringo" desta maneira sem responder a altura. Pensou então,... - "Que Hombre seco! - E para los secos, nada mejor que el gin".Verteu então uma dose bem generosa de Tanqueray London Dry Gin em um Mixing Glass com gelo, e sem que Rockefeller percebesse, derrubou algumas gotas de Vermouth Francês Noilly Prat na mistura. Como foram apenas gotas, o milionário que acompanhava tudo a distância... com muita admiração durante toda a performance de Martinez, não percebeu o truque do Vermouth seco. Martinez mexeu rapidamente a mistura e despejou-a em uma taça de haste fina, de borda delicada em cristal transparente e perfeitamente gelada. E como que para finalizar a obra de arte recém criada, pincelou-o com um " Zest de óleo aromático, proveniente de um Twist de Limão", colocando-o sobre a bebida, criando um raro espetáculo flutuante e aromático.

Então, enchendo-se de coragem e orgulho de sua mais nova criação, ofereceu-o ao milionário John Delano Rockfeller. O sisudo senhor, neste momento já mais relaxado e um pouco mais simpático, tomou um pequeno gole, sem não antes, ter apreciado toda a simplicidade daquela bebida que ele imaginara como sendo apenas gin com perfume de casa de limão, sentiu a principio toda a secura em sua boca, mas que alguns instantes depois seria invadida por sabores e aromas os mais diversos e incríveis, jamais por ele sentido em qualquer outra bebida que já havia tomado. Então, como num espasmo de encanto pela bebida e admiração instantânea por aquele profissional, e em sua santa ignorância de Anglo-saxão e já naquele instante já totalmente relaxado e a vontade, voltou-se para Martinez... que o aguardava ansioso como todo grande artista quando expõe sua mais nova criação... e disse-lhe: VERY DRY... VERY DRY...MARTINI...VERY DRY... VERY DRY...MARTINI...
Desde aquele instante para felicidade de uma legião de apreciadores de "Martinis" de todos os tipos e em todos os lugares do planeta, nascia, além de uma grande amizade entre John Delano Rockfeller e o Grande Martinez, o "REI DOS COCKTAILS" e que foi batizado pelo artista, como auto-retrato de "Criador e Criatura" e por isto mesmo, chamado naquele momento de " DRY MARTINEZ " ... e com o passar dos anos, tornou-se o simplesmente o "DRY MARTINI".


Receita

Dry MartiniPré Dinner
Ingredientes:
5.5 cl Gin
1.5 cl Vermouth Dry


Método:
Mexido ou montado com gelo Copo: Taça Martini
Coloque todos os ingredientes no mixing glass com os cubos de gelos, misture bem e despeje na taça refrigerada passando pelo strainer.Esprema a casca do limão na bebida, ou decore-o com azeitona.




0 comentários:

subir