Campari Bitter






Originário da Itália, é reconhecido mundialmente por seu exclusivo sabor amargo e pela cor vermelho vivo. Pode ser servido on the rocks ou misturado a Tônica, suco de laranja e uma infinidade de outros ingredientes que produzem um sem número de coquetéis por todo o mundo. CAMPARI é a escolha perfeita para quem gosta de sabores originais. Um verdadeiro clássico contemporâneo.


A história
A história de CAMPARI teve origem quando, ainda jovem, Gaspare Campari viajou a Turim para aprender a preparar licores e outras bebidas finas. Trabalhou como garçom e barman e aproveitava as horas livres para experimentar novas receitas. Em 1860, de volta a Milão, sua terra natal, inaugurou a Fabrica di Campari Gaspare Liquorista, que produzia o elixir Lunga-Vita, o Olio di Rhum e o licor Soprafino Rosa. Mas a bebida CAMPARI só apareceu quando Gaspare abriu o Caffè Campari, localizado na Galeria Vittorio Emmanuele, defronte a catedral de Milão, no ano de 1867. Nessa época, todos os donos de bares e restaurantes preparavam suas próprias bebidas, para serem servidas a clientela. Gaspare queria um resultado muito maior, do que simplesmente servir uma bebida ou coquetel. Ele queria ser lembrado de uma forma especial. Por isso começava cedo a produzir suas infusões e néctares, pensando sempre em agradar seus clientes e ser diferente. Foi assim que seu “Bitter allíuso di Hollanda”, uma bebida de cor vermelho brilhante e sabor doce amargo, era servido de entrada como cortesia. Ele se referia ao coquetel como amargo da Holanda. Mas de holandês não tinha nada. Era apenas um charme de Gaspare, já que as bebidas holandesas estavam na moda. Mas os clientes sempre pediam “o bitter de Campari”.-

Somente em 1892, é fundado em Milão o primeiro estabelecimento de produção industrial da bebida. Esta transformação inicial determinou que a família investisse muito dinheiro atrás de retornos maiores, já que a produção era toda vendida. Imediatamente contratam vários artistas e cartunistas como Cesare Tallone, Leonetto Cappiello, Marcello Dudovich, Adolfo Hohenstein para desenhar a marca, começando assim a surgir a empresa CAMPARI. Apesar de tudo isso, a produção da bebida começou somente em 1904 na cidade de Milão quando a nova fábrica localizada em Sesto San Giovanni, que se manteve em atividade até 2005, quando a produção do CAMPARI foi transferida para as modernas instalações de Novi Ligure, foi inaugurada. Por volta de 1920, Davide Campari, um dos filhos e sucessor do fundador da empresa, iniciou as atividades de expansão do negócio. Em 1923, o CAMPARI começou a ser exportado para Argentina e Somália e posteriormente produzido em fábricas na França, Suíça e Brasil. Essa expansão internacional ganhou força na segunda metade do século 20. Em 1932 a empresa lançou a primeira extensão da marca CAMPARI com a introdução do CAMPARI SODA, primeiro drinque pronto para beber do mundo. O drinque, uma mistura de CAMPARI com soda se tornou um aperitivo ícone na Itália.-
-Na década de 60, a marca já estava presente em mais de 80 países. Durante 20 anos a marca CAMPARI acompanhou o circo da velocidade, especialmente da Fórmula One, no mundo inteiro. A manobra foi vital para fazer de um pequeno fabricante de Milão, um conglomerado global. No início dos anos 90, por conta da rápida consolidação do mercado mundial do setor, a CAMPARI teve que decidir entre crescer através de aquisições ou se conformar e defender um mercado de nicho. Crescimento foi a decisão e um programa de aquisições, que teve início em 1995, a levou a competir no mercado global de bebidas. O objetivo foi criar um portifólio de marcas que pudesse ser expandido internacionalmente. Em 2002 a empresa introduziu no mercado a bebida de baixo teor alcoólico pronta para beber CAMPARI MIXX, que combinava o sabor de CAMPARI com frutas como laranja e grapefruit.--A fórmulaCAMPARI é um bitter alcoólico, feito com água destilada, açúcar e mais 50 ingredientes (folhas, caules, raízes, frutos e flores), numa receita guardada em segredo absoluto. É produzido através da infusão de álcool e água destilada, misturada à ervas, plantas e frutas. Após a combinação dos componentes, CAMPARI é envelhecido por trinta dias e depois é filtrado, para criar um efeito cristalino. O segredo de seu sucesso é a imutável receita original, que leva cerca de sessenta ingredientes oriundos dos quatro continentes.-A cor vermelhaA cor vermelha, batizada pela marca de Red Passion, é entendida como um modo de viver, de pensar, uma expressão artística, uma experiência e um ideal. A sensualidade cosmopolita da Red Passion vinda de CAMPARI está presente em toda a comunicação da marca: propagandas, calendário, eventos, coquetéis e na Internet. Afinal, onde há CAMPARI há paixão e onde há paixão há o desejo de se fazer mais, ser mais e expressar mais.--A diversificação de produtosAtualmente, o Gruppo CAMPARI é um dos maiores produtores de bebidas destiladas do mundo, sendo proprietária de 40 marcas de bebidas alcoólicas e refrigerantes. A diversificação de sua linha de produtos, até então composta apenas pela bebida CAMPARI, começou em 1995, com a aquisição do grupo holandês BoisWessanen, proprietário das marcas Cynar, e dos os refrigerantes Crodino, Lemonsoda e Orangesoda. Nos anos seguintes a empresa adquiriu importantes marcas como a SKYY Vodka em 1998; a Cinzano, marca líder no mercado de vermouth e vinhos espumantes, e a Ouzo 12, bebida à base de anis, símbolo da cultura grega, adquiridas em 1999; as marcas brasileiras as marcas Dreher, Old Eight e Drury´s em 2000; a Barbero, empresa proprietária da marca Aperol, importante aperitivo de baixo teor alcoólico com grande presença no mercado italiano, comprada em 2003; as marcas de uísques Glen Grant, Old Smuggler e Braemer, compradas em 2006 junto com a destilaria na Escócia, fortalecendo assim sua presença no mercado global de bebidas.


0 comentários:

subir