Tequila


Tequila


Produzida na região demarca de Jalisco. A tequila é destilada a partir do coração do Agave Azul (variedade de maguey – babosa). Chega-se a este coração cortando é denominado “piña” poid, se parece com o abacaxi.
A “piña” é então cozida por até quatro dias, depois são moídas e misturadas com água, formando um suco doce chamado de “miel” que é imediatamente fermentado. As tequilas de qualidade inferior são feitas com 51% de açúcar de agave e 49% de açúcar de cana. Uma vez fermentado, o líquido é bidestilado. O álcool resultante é ajustado com água desmineralizada, para eliminar toda impureza, o liquido é então filtrado em filtros de celulose e carvão ativado.


A tequila pode ser envelhecida ou então é adicionado corante de caramelo para se atingir a coloração desejada.
TEQUILA BRANCA: muito jovem e ardente.
TEQUILA ABOCADO: também muito jovem e dourada com caramelo.
TEQUILA REPOSADO: descansa em carvalho por pelo menos seis meses.
TEQUILA AÑEJO: envelhecida no carvalho por pelo menos um ano que a torna mais suave.


Mezcal

Digamos que seja um tipo de tequila produzida geralmente fora da região de Jalisco e no seu preparo utiliza-se “piña” de Agave azul ou verde. Suas garrafas trazem, normalmente, o “gusano”, um verme que come as folhas do Agave e forma simbiose com a planta. Diz a tradição que quem tomar a última dose da garrafa come o verme em
seguida.

Pulque

Quando os espanhóis chegaram no México, encontraram esta bebida que era preparada pelos astecas a partir das folhas da babosa (maguey ou mezcal) e a rebatizaram de tequila (local onde a encontraram). O pulque estraga muito rápido, pois é apenas fermentado. A destilação foi introduzida pelos espanhóis, com o passar dos tempos o processo foi evoluindo e a qualidade da matéria prima foi sendo apurada resultando na tequila que conhecemos hoje. Portanto pode se dizer que o pulque é uma versão primitiva da tequila, embora ainda seja tomada no México nos dias de hoje.


0 comentários:

subir